O que as empresas esperam de seus colaboradores em tempos de crise?

Há algum tempo temos vivido em nosso país um momento de instabilidade bem forte (não gosto da palavra crise) e diversos fatores têm colaborado para seu aumento. O número de empresas fechando é bem grande e outras tantas não estão com sua saúde boa. A solução para as empresas então se torna olhar para dentro, baixar seus custos, aumentar as vendas e unir a equipe em torno do mesmo objetivo para esperar o vendaval passar.

A primeira ação que a maioria das empresas toma para reduzir seus custos é diminuir a folha de pagamento (normalmente o maior custo nas empresas) e isso gera um clima de preocupação geral com a pergunta: “Quem será o próximo?”, insatisfação na equipe que acaba por ter que acumular tarefas, o faturamento baixo gera mais insatisfação por que junto a isso tudo as comissões e prêmios também baixaram.

É inevitável que o profissional pense em si e na sua família e se preocupe com seu emprego, suas contas e não aceite reduzir seus ganhos. Tenho visto pessoas tratarem essas ações da empresa como se fosse má vontade do empresário querendo prejudicar sua equipe ou “escraviza-los”.

A verdade é que a empresa está passando por momentos delicados e agora, mais do que nunca, é tempo de todos remarem na mesma direção para saírem, se não ilesos, vivos. Muitos colaboradores nesse momento acabam por esquecer o que a empresa já fez por eles no passado (ajudas até pessoais) e que acima de tudo, estar desempregado nessa época não é uma boa coisa. Lembre-se que nesse momento, seu talento pode ser visto com mais facilidade e você poderá daqui a algum tempo ser lembrado como parte da solução.

Relacionei abaixo alguns comportamentos que o ajudarão a passar e até crescer profissionalmente durante esse tempo:

  1. Resolva problemas – Quanto você ganha está diretamente ligado à quantidade de problemas que você resolve. Se for um resolvedor de problemas e não um “apresentador” deles nenhuma empresa estará disposta a abrir mão de você.
  2. Seja multitarefas – Esteja disposto a ajudar a empresa em outros setores que não são o seu originalmente. Inclusive pode ser que você descubra um talento que não conhecia, e além do mais, para ser promovido um profissional precisa conhecer mais do que o seu setor.
  3. Seja bom nos relacionamentos – Estamos vivendo um momento da humanidade onde quem detém a facilidade de se relacionar está sempre um passo à frente. Os momentos de instabilidade acabam evidenciando os pacificadores e os profissionais que agregam pessoas.

Qualifique-se – O mercado precisa de pessoas qualificadas técnica e emocionalmente. Faça uma faculdade, um curso, assista uma palestra, leia livros, veja vídeos no Youtube, leia artigos. Viu como as opções foram ficando mais baratas? Hoje dinheiro não é desculpa.